Estados Unidos anunciam saída da Unesco nesta quinta

Miguel MEDINA  AFP

Agência da Unesco com sede em Paris foi fundada em 1946 e se dedica a questões da educação da ciência e da cultura no mundo inteiro Miguel MEDINA AFP

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira que vão se retirar da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), anunciou o Departamento de Estado.

A porta-voz detalhou no seu comunicado que a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, foi notificada hoje tanto da decisão dos EUA de se retirar como de sua intenção de estabelecer uma missão permanente de observação na entidade.

"Essa decisão não foi tomada facilmente, e reflete as preocupações dos EUA com crescentes contas atrasadas na Unesco, a necessidade de reformas fundamentais na organização e o contínuo viés anti-Israel na Unesco", disse o departamento, acrescentando que os EUA irão buscar "continuar engajados. como Estado observador não membro, de forma a contribuir com as visões, perspectivas e expertise dos EUA".

Woman granted sick pay to look after her dog
The woman's lawyer argued that Italy's animal protection laws were strict enough to allow her the compensation. La Pressa has reported that the woman was granted the sick pay due to "serious or family personal reasons".

Em 2011, ainda sob a liderança de Barack Obama, os EUA suspendeu o seu financiamento à organização - cerca de 80 milhões de dólares por ano, ou 22% do orçamento da organização -, depois da UNESCO votar a favor da inclusão da Palestina como um membro oficial.

Uma das últimas questões que opôs Israel à UNESCO foi a inscrição da cidade velha de Hebron, na Cisjordânia, na lista de Património Mundial, apesar da feroz oposição de Israel - Netanyahu disse que era "outra decisão delirante" da organização, da qual é muito crítico.

Hebron, que tem uma população de aproximadamente 200 mil palestinos e algumas centenas de colonos israelenses, é centro de conflitos frequentes entre soldados israelenses e moradores palestinos. Lamenta a decisão dos norte-americanos e diz que se trata de uma perda para a família das Nações Unidas.

Sir Richard Branson promises to build 'revolutionary' Hyperloop train service
As a result, projected journey times in the United Kingdom include Edinburgh to London in 50 minutes. Richard Branson (center) stands in front of the Hyperloop at Hyperloop One's test site in Nevada.

A búlgara Irina Bokova abandonará o cargo ao final de dois mandatos, mas a sua direcção foi marcada por alguma polémica e acusações de politização do organismo, com um boicote anterior dos EUA.

A directora-geral da UNESCO assinalou que o trabalho da organização é "partilhado pelo povo norte-americano", adiantando que "a parceria entre a UNESCO e os Estados Unidos tem sido profunda porque se baseia em valores partilhados".

Sheriff drives through hellish landscape during California wildfires
McCallister said that some of those neighbors are the reason she and her husband were able to grab necessities and get out. Officials are telling residents who are under mandatory evacuation orders to stay away until an all-clear order is given.

Latest News