Trump poderá liberar documentos classificados sobre o assassinato de John F. Kennedy

Donald Trump decidirá sobre a publicação dos arquivos bloqueados de JFK

Donald Trump decidirá sobre a publicação dos arquivos bloqueados de JFK

CIA pressiona para que nem tudo seja divulgado.

O presidente Donald Trump afirmou, neste sábado, por meio de sua conta no Twitter, que autorizará a abertura dos arquivos confidenciais relacionados ao assassinato do ex-presidente John F. Kennedy.

Citando membros da administração, o jornal Politico indicou na sexta-feira que Donald Trump estava sob pressão, principalmente da CIA, para bloquear a publicação de alguns desses documentos, especialmente aqueles que datam da década de 1990, porque poderiam expor agentes e informantes da CIA e do FBI ainda ativos.

Four inmates charged with murder in Pasquotank failed prison escape
Officials are expected to discuss an ongoing investigation into the incidents, as well as resulting criminal charges. After the fire was set, several inmates unsuccessfully attempted to escape, reports CBS affiliate WTKR .

Muitos estudiosos de Kennedy acreditam que os documentos inéditos podem fornecer detalhes sobre a viagem de Lee Harvey Oswald para a Cidade do México, semanas antes de assassinar Kennedy, incluindo visitas às embaixadas da União Soviética e Cuba.

No longa Stone delineou uma hipótese defendida pelos investigadores Jim Garrison e Jim Marrs que alimentava as velhas teorias conspiratórias.

Milhares de documentos relacionados ao assassinato de Kennedy devem ser divulgados pelos arquivos nacionais na próxima semana, em conformidade com a Lei de Recolha de Documentos sobre o Assassinato de John F. Kennedy, de 1992, que afirma que o governo federal deve liberá-los até 26 de outubro de 2017.

TN pays respect to over 300 policemen martyred in last one year
The Chinese Army personnel opened fire and hurled grenades at the police party of 20 personnel, led by sub-inspector Karam Singh. Every year on October 21, police forces across India remember its members who were killed or died while performing their duties.

Posner considera que as conclusões da chamada Comissão Warren são corretas e que não houve nenhuma conspiração.

Caso não autorize a divulgação dos documentos, como é a sua prerrogativa como presidente, Trump pode ordenar que eles não sejam revelados durante outros 25 anos.

Após show, U2 visita centro de SP e grava trecho de clipe
O jornal 'O Estado de S Paulo' apurou que o tempo de permanência da banda no prédio projetado por Oscar Niemeyer foi curto. Em apresentação lotada, o baterista Larry Mullen Jr. usou uma camisa com os dizeres "censura nunca mais".

Últimas notícias