PF faz ação contra lavagem de dinheiro de tráfico de drogas

Delator da Lava-jato é preso em ação da Polícia Federal em seis estados e no DF

Doleiro da Lava Jato é preso em operação contra o tráfico de drogas

Também conhecido como o "embaixador do tráfico", Cabeça Branca é apontado pela PF como o maior narcotraficante do Brasil e um dos maiores do mundo. Outras sete pessoas também foram presas em uma operação contra lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas.

Quanto ao operador financeiro já investigado da Operação Lava Jato, a PF explica que ele retornou às suas atividades ilegais mesmo tendo firmado acordo de colaboração premiada com a Procuradoria Geral da República.

A PF informou, num comunicado, que vai informar o Ministério Público e o Supremo Tribunal Federal do Brasil sobre a prisão do colaborador para avaliar uma possível "quebra" no acordo firmado.

Na véspera do fim do leilão, triplex do Guarujá continua sem lances
O ex-presidente está preso, na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba, desde o dia 7 de abril. A identidade da pessoa, que pelo cadastro é de Piracicaba, no interior de São Paulo, não foi divulgada.

Ceará já delatou a entrega de dinheiro o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL), Renan Calheiros (PMDB-AL) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

A polícia agora entende que Ceará tinha dinheiro em espécie não em função dessas atividades, mas sim em virtude de trabalhar para o tráfico de drogas.

Outros 2 doleiros também agiam no esquema investigado pela Operação Efeito Dominó e ambos são conhecidos desde a Operação Farol da Colina (caso Banestado) e a Lava Jato. Dois operadores financeiros foram presos.

Alemanha anuncia convocados sem herói do título de 2014
Após encaminhar a relação, o Alemanha pega a Arábia Saudita, em mais um teste preparatório para a Copa do Mundo. Destaque ainda para a presença de Marco Reus e a ausência de Sandro Wagner .

Na manhã desta terça-feira, ao menos 90 policiais cumprem 26 ordens judiciais, sendo 18 de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e três de prisão temporária nos estados do Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Mato Grosso do Sul e São Paulo, além do Distrito Federal. Todo material apreendido será encaminhado para a Polícia Federal em Curitiba, junto com o preso que embarcará, por volta das 17h, em voo de carreira através do Aeroporto dos Guararapes. Em entrevista a jornalistas na manhã desta terça, a PF disse considerar a operação muito importante por atingir as poucas pessoas que tinham acesso direto a Cabeça Branca.

"O criminoso que vai receber propina não vai perguntar 'Isso é do tráfico de drogas?'. O dinheiro sujo não tem origem nem dono, usa-se para fazer o que precisa ser feito no mundo do crime", afirmou Biasoli. "Eles são prestadores de serviço, especializados em remessa de dinheiro para o exterior". Em seu despacho, o magistrado soltou Ceará da prisão preventiva, colocando-o em liberdade com medidas restritivas, tais como retenção do passaporte, proibição de contato com Alberto Youssef, ter de avisar ao juízo em caso de mudança de endereço etc.

O suspeito foi preso em julho de 2017 durante a Operação Spectrum.

Felipe Massa confirma ida para Fórmula E
O brasileiro Felipe Massa confirmou nesta terça-feira (15) que irá disputar a próxima temporada da Fórmula E. O veterano de 15 temporadas na F1 acrescentou: "A equipe está em uma fase de crescimento e desenvolvimento".

Em geral, os doleiros atuam de duas formas. De um lado haveria a necessidade de manter disponível um grande volume de reais em espécie para o pagamento de propinas.

Últimas notícias